22.09.2017 • Cozinha

Entenda a diferença entre os principais cortes de carnes nobres

Provavelmente, você já deve saber que existem diferentes tipos de cortes de carnes nobres, não é mesmo?

Presente no dia a dia de grande parte da população, a proteína constitui um dos grupos alimentares essenciais para assegurar a saúde do corpo de um ser humano. Além disso, ela proporciona a elaboração de deliciosos pratos em refeições diárias ou para comemorar datas especiais ao lado de familiares e amigos.

Com base nisso, resolvemos apresentar no artigo de hoje quais são os principais cortes de carnes nobres. É válido mencionar que, para trabalhar com as peças e ter um resultado final positivo, é fundamental utilizar utensílios adequados. Está interessado? Então continue a leitura e saiba mais!

Picanha

Considerada a queridinha dos churrascos, a picanha é um corte localizado na parte superior da traseira do animal. É uma peça que costuma ter em média até 1,1 kg e apresenta formato triangular com uma capa de gordura sólida, que proporciona mais suculência e maciez à carne.

Com um sabor único, a picanha é altamente indicada para ser feita em grelhas e churrasqueiras, mas também pode ser trabalhada em bifes, carne de panela e assados. Atualmente, é possível encontrar no mercado diferentes tipos de picanha e as que mais se destacam são as uruguaias, as argentinas e as de Angus.

Filé mignon

Caracterizada por ser a carne mais nobre, o filé mignon, localizado próximo à picanha (nas partes traseira e superior do animal), possui formato cilíndrico de aproximadamente 2 kg e é bastante macio. A peça também se caracteriza pela ausência de gordura, fibras e nervos, mesmo entremeados entre o corte.

Com um sabor delicado, o filé é utilizado em pratos da alta gastronomia e o integrante principal dos cortes nobres, como chateaubriand, tournedor e medalhão. Além disso, a carne é utilizada em pratos clássicos, como estrogonofe, fondue, filé com fritas, picadinhos e até mesmo bifes.

Vale mencionar que, por ser uma peça muito macia, ela não é indicada para cozidos e pratos que vão na panela de pressão.

Patinho

Localizado na parte inferior da traseira do animal, o patinho é uma carne com pouca gordura e fibras macias. Por esse motivo, ela é considerada uma parte nobre para fazer carne moída, podendo ser utilizada em escondidinhos, molho bolonhesa para massas e até mesmo hambúrgueres.

O corte também pode ser usado para fazer bife à milanesa, pois possui sabor bem marcante.

Contrafilé

Com fibras curtas, textura macia e sabor intenso, o contrafilé é uma peça grande localizada ao lado do filé mignon. Dele, é possível retirar cortes nobres, como bife chorizo (também chamado de entrecôte) e T-Bone (também chamado de bisteca).

A carne pode ser usada de inúmeras maneiras e, por isso, é bem versátil. Normalmente, ela é feita em churrasqueiras, mas também pode ser feita em frigideiras e grelhas em pratos como picadinho, porções e bifes.

Miolo de alcatra

Com pouca gordura entremeada, mas bastante suculência e maciez, o miolo de alcatra (também conhecido como baby beef) é localizado na parte traseira do animal, bem ao centro de toda a peça.

Em geral, o corte é feito da mesma forma que a picanha, já que as suas características sensoriais e até mesmo físicas são bem similares. Assim, o miolo de alcatra pode ser feito inteiro em assados ou como bifes para grelhas, churrasqueiras e frigideiras.

Pronto! Agora que você já viu alguns dos principais cortes de carnes nobres, fique atento e acerte na escolha da peça quando for fazer as suas preparações culinárias. Não se esqueça de que, para ter um resultado efetivo, é importante trabalhar com facas e utensílios adequados e de qualidade.

Você já preparou alguma receita com algum corte desses? Então deixe aqui nos comentários e conte para nós a sua experiência. Até mais!

Deixe seu comentário!