30.11.2017 • Cozinha

Explicamos as diferenças entre as carnes Wagyu e Angus

O açougue está virando boutique de carnes e as carnes estão sendo batizadas com os nomes das raças bovinas. É o caso de Wagyu e Angus, carnes nobres que possibilitam churrascos mais saborosos que raças como Nelore, que está entre as mais difundidas do Brasil.

A Wagyu é originária do Japão e a Angus, do Reino Unido. O diferencial das duas é o seu marmoreio — veias de gordura entremeada na carne que derretem no calor, atiçando as papilas gustativas e fazendo nossa boca salivar. Isso confere uma maior suculência e influencia diretamente no sabor. Quanto mais gordura, mais “amanteigado” fica o gosto, por isso o Wagyu destaca mais essa particularidade — por possuir o maior grau de marmoreio dentre as demais.

Quer saber mais sobre Wagyu e Angus? Acompanhe nosso post e confira as características de cada uma. Vamos lá!

Angus

Origem e características da raça

A Angus tem origem escocesa e é modificada geneticamente e estudada desde 1800. Com um número estimado de 3 milhões de cabeças, já é o segundo maior rebanho de corte do Brasil. As características da raça agradam muito aos pecuaristas, já que ela consegue alcançar a pesagem ideal para corte mais rapidamente. Sem contar que esse parto bovino é o mais fácil e a recuperação da fêmea é rápida, acelerando o ciclo reprodutivo.

O Angus se adequa às condições climáticas com muita facilidade, conseguindo sobreviver em locais alagados ou secos, baixos ou altos. Já as fêmeas, mesmo em locais com pasto escasso, continuam amamentando normalmente, graças a sua reserva de energia encontrada na gordura marmorizada — característica que torna essa carne uma das mais saborosas do mercado, lembra? Além disso, essa raça é muito resistente às enfermidades.

A carne Angus

A alta qualidade da carne do Angus conquista os melhores prêmios do setor ao redor do mundo. Isso se deve a sua camada de gordura, que é considerada perfeita por ser marmorizada e não ser nem tão grossa — nem tão fina —, conservando sua maciez e seu sabor único.

Por conta das suas particularidades, o custo dessa carne é um pouco mais alto. Apesar da facilidade de procriação, é necessário um processo em alto grau de tecnologia e profissionalização para produzi-la, mantendo sua alta qualidade.

Wagyu

Características da raça e da carne Wagyu

Com quantidade aproximada de 30 a 40 mil animais mestiços para o abate, a Wagyu ainda possui pequena representatividade no mercado — o que tende a mudar nos próximos anos. Raça de origem japonesa, Wagyu é considerada uma carne exótica, com sabor extremo e inigualável.

Essa raça possui, por predisposição genética, uma capacidade maior de marmoreio do que qualquer outra e, por esse motivo, é uma das carnes mais nobres e caras do mercado. Sendo assim, para definir a qualidade dos cortes eles são classificadas pelo seu grau de marmoreio — que varia de 1 (pouca gordura) a 12 (muita gordura). 

Aqui no Brasil, os cortes produzidos estão entre 1 e 8 no grau de marmoreio, ocasionando oscilações no valor cobrado. Já no Japão, o grau de marmoreio varia entre 6 e 12, afetando diretamente no preço do produto, pois, quanto mais alto o grau, mais caro será o valor cobrado por ele.

Quanto mais gordura tiver, mais suculento, macio e saboroso ele será. O contrafilé é considerado o melhor corte de Wagyu, pois concentra um maior marmoreio e não possui uma capa de gordura tão grossa.

Kobe Beef

Essa raça é também responsável pela produção do Kobe Beef, que foi assim batizado por ser o nome da cidade japonesa de onde foram exportados os primeiros desses bovinos.

Por ser bastante marmorizado e para não perder as características deste corte especial, é indicado servir o Kobe Beef levemente grelhado, com pouco sal, sem molhos ou adição de temperos fortes.

Com essas particularidades tão especiais, é de se imaginar como seria um churrasco com cortes de carnes do Wagyu e Angus. Dá até um entusiasmo a mais para usar o seu kit churrasco ou um belo aparelho de jantar, não é verdade?

Você já experimentou as carnes Wagyu e Angus? O que achou? Conte para nós sua experiência nos comentários!

Deixe seu comentário!